Como pedir demissão e manter as portas abertas

É preciso preservar sua imagem profissional para garantir uma continuidade na carreira

Como pedir demissão e manter as portas abertas

Mesmo já empregado, muitos ainda desejam conquistar o emprego dos sonhos ou mesmo algo melhor, seja por experiência, um salário melhor ou qualidade de vida. Isso é absolutamente normal e, visto por quase todos os recrutadores como algo positivo. Além disso, você demonstra não ser acomodado, com vontade constante de crescer profissionalmente.

Nesse processo, precisamos ter em mente que é preciso preservar sua imagem profissional para garantir uma continuidade na carreira. Devemos contar com a possibilidade da nova empreitada não dar certo e, nesse caso, voltar para a antiga empresa pode ser uma ótima alternativa. Além disso, nunca sabe quando poderemos encontrar um ex-chefe ou colega em outro lugar. Por isso, veja bem como pedir demissão e sair da antiga empresa sem que essa porta se feche.

Seja claro e sincero
O primeiro passo para não sair queimado de uma empresa é explicar claramente o motivo, e de preferência os melhores! Nunca diga que está saindo porque a empresa é ruim para se trabalhar etc. Ou seja, se você estiver pedindo demissão para ganhar mais, pode dizer – por exemplo – “que recebeu uma proposta para ganhar ‘tantos por cento’ a mais e sabe que a empresa atual não tem condições de cobrir essa proposta”. Se o motivo por a oportunidade de crescimento, explique isso de forma objetiva, focando na perspectiva de carreira. Em nenhum desses casos, você não demonstrará uma total insatisfação.

Não faça ameaças
Agora, se a demissão for motivada por alguma insatisfação profissional, onde você entende que deveria ser mais valorizado pela sua contribuição para com a empresa, não demonstre ou faça ameaças do tipo “que a empresa estará condenada ao fracasso com sua saída”. Dê sinais antes que gostaria de ser valorizado e não justamente quando pediu demissão. Este é o momento de preservar a sua imagem.

Não faça leilão!
Se existe uma coisa que pesa negativamente para o histórico de um profissional dentro de uma empresa é tentar promover um leilão entre a atual empresa e a interessada nele. Imagina dizer que vai sair para ganhar “dois xis”, o empregador cobre a oferta e você entra em contato com a nova empresa para comunicar isso, esperando que ela proponha “três xis” e por aí vai. Atitudes como esta deixa claro que o profissional só está focado no dinheiro, decepcionando ambas as empresas. Cuidado, pois no final pode terminar sem nenhum emprego!

Não deixe pendências
Esse é o receio de todo o chefe! A dica aqui é afastar o medo logo de cara deixando claro que não o deixará na mão, solucionando qualquer pendência antes de ir embora (algumas pessoas não ligam para isso, dizendo que “não é mais problema seu”). Essa não é uma postura profissional, principalmente de alguém que se preocupa com sua carreira e não quer ter portas fechadas por onde passou.

Não desperdice a confiança conquistada
Nada de corpo mole só porque já está com outro emprego definido! Tudo é observado e cair na tentação de não cumprir mais as regras, horários ou mesmo ir empurrando as tarefas com a barriga. São poucos os dias para colocar em risco a boa imagem profissional que você suou anos para construir.

Evite reclamar
Seja do ambiente de trabalho, dos colegas ou mesmo da empresa como um todo. Mesmo que você já tenha saído, evite conversar sobre suas insatisfações, feridas e assuntos negativos, pois seus colegas continuarão lá e estes “desabafos” podem chegar aos ouvidos do seu chefe, minando a imagem que você deixou como profissional.


Recomendado